Segunda feira


A semana começou cheia de possibilidades. Sementes germinadas, sorrisos

mais disponíveis e uma alergia sem graça.
Entre espirros e lágrimas sem gosto, coloco os dois pés no meu futuro do presente: o tempo de verbo que adoro.

Encontrei hoje um blog lindo:
http://alfabeto.blogspot.com
de lá colei a poesia do Affonso e continuo colocada no A.
Amor, amizade, atenção, afeto, apego, açúcar, apesar, apenas, ah,
adeus!



Affonso Romano de Sant'Anna

Confluência


Ter-te amado, a fantasia exata se cumprindo
sem distância.
Ter-te amado convertendo em mel
o que era ânsia.
Ter-te amado a boca, o tato, o cheiro:
intumescente encontro de reentrâncias.
Ter-te amado
fez-me sentir:

no corpo teu, o meu desejo
– é ancorada errância.


Postagens mais visitadas