quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Desejo ou Necessidade

Desejo ou Necessidade
Um dia destes, discutindo com os funcionários do Restaurante sobre ler sobras de bebidas que os clientes pedem, pagam e não consomem, acabei chegando a uma conclusão sobre desejo e necessidade.
Para eles, já que sobrou e o cliente não quis, qual o problema de levar para casa e aproveitar aquele champanhe tão caro ou aquele vinho tão saboroso? O chefe foi categórico: ele precisava daquele vinho!
Bem, ficou resolvido que se o cliente não consumir, o produto fica na casa e depois, a gerência mesmo deita fora, como eles falam por aqui. Jogar no lixo. Com isto, espero que eles, os funcionários de mesa não economizem em servir os clientes pois sabem que mesmo que sobre, não vão ficar com ele. Também prevenimos nossos funcionários de uma possível contaminação, pois não sabemos depois da garrafa aberta se o cliente colocou os lábios ou qualquer outra coisa naquele liquido. Isto vale para as comidas também. Não ficaram muito satisfeitos, só que já aprendi que não consigo mesmo agradar a todo mundo.
Ai, eu me lembrei da minha dieta. Eu, que me considero tão pacífica, vivo em uma longa batalha com a balança. Eu também tenho sobras em minha vida que não me pertencem mais, pois se eu ficar com elas, meu volume vai aumentando cada vez mais. E teimo em levá-las para casa…
Eu necessito comer bem, mas meu desejo pela comida é obsceno. Inclui sempre uns amendoins com mel e chocolate com chocolate.
Eu necessito ter um corpo saudável mas desejo ser gorda?
Assim como o pessoal do restaurante precisa de mais orientação e vigilância, eu vou me colocar na mesma plataforma.
Será este é o inicio do desabafo neste blog sobre as minhas dificuldades de emagrecer ou, melhor, o inicio do meu processo de emagrecimento público?
Aff